terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Deserto

Viver é uma eterna instabilidade. Estamos sujeitos à provas, à tentações, ao aprendizado, à cura, à transformação...
Não sei se isso já aconteceu com você, mas por exemplo,  você vive intensamente algo em sua vida, e repentinamente você percebe o tamanho do erro que cometeu, ou que aquilo não te faz mais bem, ou que está na hora de fazer algo diferente e decide mudar.
Ah, quando você decide mudar, tudo acontece para que você não consiga!
As coisas começam a desandar, o seu ânimo esfalecer, suas forças acabam, as pessoas ficam contra você, o seu trabalho começa a ir mal, você perde a confiança em si mesmo, TUDO vai mal. O espírito da derrota se faz presente neste momento.
Então, inicia-se uma batalha em sua vida. É uma luta de você contra você mesmo. É momento de persistência, de fé, de confiança no Senhor. É isso mesmo que você quer?
A vontade de desistir não vai te abandonar, mas você será ainda mais forte do que isso, porque a sua ânsia de viver é maior que tudo isso, e você sabe que viver como no passado, não é viver, é morrer ainda vivo.
Permita-se conhecer o que é vida, dê mais uma chance para você. A prova virá quando você menos esperar; a minha veio após uma semana de decisão tomada. Pouco tempo não?! Mas tempo suficiente para você provar para Deus que o seu amor e a sua vontade de fazer valer a pena é muito mais forte, e nessa hora suas forças se refazem, você chora de tristeza mas já não dói mais o peito, a falta de ar passa, as mãos secam e as pernas voltam à ser firmes. Pronto, você já está revigorado e pronto pra outra. A minha segunda prova veio depois de três dias da primeira, e a quarta no dia seguinte da segunda prova. Você deve estar se perguntando, mas você continuou se torturando? Não. A cada momento de tentação, tomava uma dose de ESCOLHA e segui em frente, mais uma vez.
Escolha ser feliz independente do seu passado, das suas fraquezas, da sua dor. Dê mais uma chance para a sua vida, aprenda o que realmente é viver!
Esteja a cada dia, pronto pra tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário