sexta-feira, 2 de março de 2012

Despedida

Ontem pude vivenciar algo que a vida nos cobra, mas algo muito difícil de lidar: a despedida.
Não uma despedida comum, como mudar de casa, de colégio, de trabalho, de bairro, cidade ou país; vivenciei uma despedida eterna, mais conhecida como morte.
Não existem palavras para lidar com tal situação. E a história se repete sempre: no velório, sempre vários tipos de pessoas, umas próximas, outras nem tanto, uns curiosos e os que mais sofrem, os familiares...
É uma dor sem explicação, uma dor que dói sem doer, uma dor espiritual, mental... Num instante tudo que você viveu com aquela pessoa vem à tona, as lembranças falam mais alto, muitas vezes uma certa 'culpa' te domina por talvez não ter dito o quanto amava, o quanto era importante pra você, pensa que suas atitudes poderiam ser diferentes, que deveria ter partido algo de melhor da sua parte para concertar certos erros e secar velhas feridas...
Ah, na despedida os pensamentos turbilham... A vontade de voltar atrás no tempo é o que mais te incomoda! Mas já não dá mais, o tempo parou para aquela vida... Se você fez algo, você simplesmente fez; se não fez, perdeu sua chance.
Como eu queria concertar erros do passado e dizer para pessoas queridas que já se foram, o quanto eu amava elas... Como eu queria sentir mais uma vez o cheiro da minha mãe, poder abracá-la, deslizar minhas mãos sobre seus cabelos cacheados, olhar em seus olhos e dizer que ela sim, é a mulher mais linda do mundo! Se eu pudesse...
A lição que a vida me trouxe dessa vez, foi algo que há um certo tempo já estava batendo no meu coração, e a ficha só caiu agora. Não perca seu tempo com rancores, ódio, mágoas, vergonha, orgulho, timidez, indiferença... Ame! Doe-se! Libere perdão! Diga o que sente de verdade, o que mais importa pra você! Diga o quanto você o ama, o quanto você o admira, o quão lindo ele é! O tempo é uma preciosidade, e não se deve desperdicá-lo com sentimentos vázios, ou com o próprio vazio.




Ame, ame, ame, ame, ame e aprenda a demonstrar isso!
Quando o dia da despedida chegar, essa dor que dói sem doer, vai ser como uma brisa suave, uma saudade bonita, e um desejo de viver mais e mais!
Um dia, devemos estar prontos para mais uma despedida...

Um comentário:

  1. Que lindo Fran, vc é uma garota linda viu!

    Realmente por mais que saibamos disso tudo, sempre/sempre, teremos a sensação de que podíamos ter falado mais, sentido mais e vivido mais. Mas um dia ahhhh um dia, todas as coisas nos serão reveladas e aquele que é fiel e Amor, nos fará compreender, o nosso Pai. bjm....virei seguidora....

    ResponderExcluir